RANKING CONNECTED SMART CITIES

O Ranking Connected Smart Cities é um estudo desenvolvido pela Urban Systems para o evento homônimo, idealizado pela Urban Systems e pela Necta e realizado desde 2015, criando uma plataforma de discussão e negócios sobre o de Cidades Inteligentes.

Com 7 publicações já realizadas, versões 2015 a 2021, o Ranking Connected Smart Cities é um esforço da Urban Systems no entendimento e definição dos indicadores que apontem o estágio das cidades brasileiras para o seu desenvolvimento inteligente, sustentável e humano.

O Ranking é composto por 11 eixos temáticos, conforme abaixo ilustrado, e 75 indicadores que se conectam entre si.
 

CSC Ranking Connected Smart Cities elaborado pela Urban Systems Brasil

Baixe aqui as versões anteriores: 20202019201820172016 2015.

11 eixos.png

Para a elaboração do Ranking Connected Smart Cities, foram mapeadas as principais  publicações internacionais e nacionais sobre o tema de cidades inteligentes, cidades conectadas, cidades sustentáveis, cidades humanas e demais artigos sobre o assunto.


Considerando o estágio de desenvolvimento econômico e urbano das cidades brasileiras, houve a necessidade de adaptação e tropicalização de eixos e indicadores utilizados, sendo, por exemplo, aprofundada as questões de meio ambiente, no que tange ao abastecimento de água, saneamento e resíduos solos, questões já solucionadas em estudos de cidades inteligentes internacionais,

e, portanto, fora das pesquisas.

Mais uma vez o resultado do Ranking Connected Smart Cities pode ser consultado diretamente em plataforma online, seguindo sua tradição de transparência e colaboração.


A plataforma online permite a consulta não apenas dos resultados do Estudo (geral, por região, por porte de cidade e por eixo temático), mas também permite visualizar os indicadores coletados para cada uma das cidades analisadas. Clique aqui para acessar.

As movimentações das cidades no Ranking dependem da atuação da própria cidade, do desempenho das demais cidades que estão em posições próximas e também das alterações realizadas na pesquisa (indicadores). Dessa forma, uma cidade sobe ou desce em sua posição, de acordo com a melhora ou piora dela nos indicadores analisados, de acordo com a melhora ou piora das cidades que estão em posição próxima e impactada por novos indicadores, pela retirada de indicadores da pesquisa e pela alteração das fontes de consulta de um indicador. Uma cidade pode estar estabilizada em alguns critérios, e devido a melhora das cidades próximas, perder posições no Ranking.

Lembramos sempre da importância de o município realizar seu próprio diagnóstico e avaliar, não apenas os 75 indicadores desse estudo, mas os demais indicadores dos 11 eixos temáticos em questão.


No âmbito desse diagnóstico, a Urban Systems oferece auxílio, por meio de uma consultoria de Diagnóstico e Plano Estratégico de Cidade com enfoque no desenvolvimento sustentável e inteligente.

 

Conheça mais detalhes acessando o link.

E veja mais sobre o recente case de Cascavel aqui.

Triangulo ciadade 2050.png

CONFIRA A MATÉRIA PUBLICADA SOBRE O RANKING CONNECTED SMART CITIES:

Capa_Estadão_21.png

          Estadão, ano 2021

capa revista Exame com estudo da Urban Systems Brasil

Edição 1140, ano 2017

capa revista Exame com estudo da Urban Systems Brasil

Edição 1115, ano 2016

capa revista Exame com estudo da Urban Systems Brasil

Edição 1094, ano 2015