UrbanMedia

Reports

24/02/2016

XI ESFE reuniu a elite do segmento de turismo e eventos


O encontro foi realizado em São Paulo e trouxe as lideranças do setor para debater o mercado

Na última terça-feira, dia 23 de fevereiro, realizou-se a 11ª edição do ESFE – Encontro do Setor de Feiras e Eventos, no WTC Events Center, em São Paulo. O evento é considerado o mais importante do Brasil neste segmento, e este ano teve como tema central “Inspirando pessoas, Conectando negócios”.

O encontro contou com a participação das principais lideranças dos setores, entre eles: promotores de feiras, dirigentes de pavilhões de exposições, centros de convenções, companhias aéreas, redes hoteleiras, prestadores de serviços, agências de eventos, marketing e live marketing, hosted buyers, gestores de compras, facilities e de viagens de incentivo.

Como novidade para esse ano, o ESFE teve um espaço destinado às rodadas de negócios e workshops, promovidos pela CLIA-ABREMAR, ABRACORP, UBRAFE e AMPRO. O evento ainda ofereceu um almoço e homenageou figuras proeminentes do setor e grandes lideranças empresariais.

O evento também realizou um Fórum, que foi dividido em três painéis: Feiras e Eventos, Infraestrutura e Destinos e uma Palestra Magna, que tratou sobre economia.

Ligia Amorim, diretora geral da NürnbergMesse Brasil e 1ª vice-presidente do capítulo América Latina da UFI - The Global Association of the Exhibition Industry, apresentou palestra com o tema “Por que feiras em tempos de crise? ”. A especialista apontou a importância desse ramo para a economia brasileira, mesmo em um momento de ajustes a apertos e afirmou que os eventos e feiras são investimentos e não custos. Além disso, afirmou que as feiras são um espaço para apresentar o produto e saber a temperatura do mercado. “Outro ponto importante é que não precisamos copiar o que fazem em outros países. Basta entender e aplicar as condições brasileiras”, disse.

Jean-François Quentin, presidente da UBM Brazil, foi um dos debatedores do painel e comentou que as feiras vão continuar a crescer no país, mas não como em anos passados. “As crises são saudáveis, porque com elas é preciso revisar as parcerias e repensar o modelo econômico”, completou. Marcelo Vital, presidente do Conselho de Administração da UBRAFE, disse que há no nosso país eventos do mesmo nível do que os da Europa, “mas por aqui ainda temos o chamado custo Brasil”. Ele ainda afirmou que o “face-to-face” é muito importante neste segmento.

Na palestra seguinte, “Agenda positiva das Olimpíadas e benefícios para o turismo”, o presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio-2016 e do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman, apresentou os dados mais recentes e comentou a respeito da organização do maior evento esportivo do mundo.

Nilo Felix, secretário de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, disse, durante o debate, que a cidade do Rio saiu de 29 mil quartos de hotel para 60 mil atualmente e que 34% dos turistas estrangeiros que visitam o Brasil vão para a capital carioca. Ele também comentou que a liberação de visto para turistas de algumas nacionalidades durante a Olimpíada é um bom exemplo de oportunidade que o evento esportivo fornece para girar a economia.

O vice-presidente Comercial e de Marketing da Avianca, Tarcisio Gargioni, disse que o setor aéreo é fruto do desenvolvimento econômico, “e se o PIB brasileiro reduzir em 2016 e 2017, vamos ter diminuição de voos e reserva de quartos de hotel”.

Fechando a XI ESFE, Luiz Carlos Mendonça de Barros, economista e presidente da Foton Aumark do Brasil, falou sobre o tema “Oportunidades em época de ajustes”. Com experiência como ministro de estado e presidente do BNDES, ele traçou um panorama político e econômico do Brasil.

Segundo Octavio Neto, idealizador do evento, “todo brasileiro é responsável pela economia do país, não podemos ficar esperando que só o governo faça a sua parte. Nós também temos que assumir a nossa responsabilidade. Fazer a economia girar. Criar oportunidades”, concluiu o empresário.

Twitter

Pesquisa

Encontre em nosso site o conteúdo que você busca.

Twitter

Enquete

Não existe nenhuma enquete publicada no momento.



Contato

contato@urbansystems.com.br trabalhe@urbansystems.com.br

Ou se preferir acesse o formulário

Localização

lat. 23º37'38'' long. 46º41'46'' Como chegar
Rua Joaquim Guarani, 271 | 04707-060
São Paulo - SP - Brasil | 55 11 3465-0265

Informação rápida e inteligente também nas Redes Sociais. SIGA-NOS!