Metodologia


Planos de Análise da metodologia Urban Systems

As conclusões dos estudos realizados é sempre resultante da análise de três planos: plano socioeconômico, plano comportamental e plano do negócio, responsáveis pelo dimensionamento do risco em qualquer setor econômico.

 

Plano Comportamental

O plano comportamental identifica as necessidades e aspirações dos consumidores e direciona para os aspectos de qualidade de vida mais valorizados por grupos de perfil sociocultural semelhante.

Revela a compreensão das experiências ou expectativas com o produto. Por exemplo, o que acha da residência atual, aspectos positivos e negativos; como é a escola dos filhos, o que valoriza e o que não valoriza; o shopping que frequenta, o porquê; a faculdade em que estuda etc.

Permite a identificação dos desejos e dos gaps entre o que é ofertado e o que é desejado. O aspiracional é importante para definir o apelo do produto e os fatores mais importantes no processo de escolha e compra.

^ topo

Plano Socioeconômico

O plano socioeconômico é o retrato das cadeias produtivas e da estrutura de comércio e serviços presentes em uma região.

Identifica o setor motriz de uma região e hierarquiza as atividades econômicas de acordo com a sua relevância para a cidade, a região e o país.

Na análise dos setores da economia, as empresas que atuam no município são agrupadas nos setores Agropecuária, Indústria Extrativista, Indústria de Transformação, Serviços, Comércio.

A qualificação e quantificação é feita em função do número de funcionários, gerando coeficientes de especialização, expansão e centralização em relação ao setor, na região e no país.

Permite identificar os potenciais sistêmicos, ou seja, as principais oportunidades de investimento em uma cidade.

O levantamento das atividades econômicas e das cadeias produtivas, com o mapeamento de todas as interrelações da produção até o consumidor final, indicam onde estão os gaps do processo e, portanto, em qual fase da cadeia é melhor investir.

A identificação das centralidades, áreas que concentram uma gama diversificada de comércio e serviços, revelam pólos de atratividade de pessoas para o consumo.

A identificação dos vetores de desenvolvimento mostra as regiões em processo de crescimento e valorização econômica.

^ topo

Plano do Negócio

O plano do negócio tem como foco o produto e a análise de riscos que determina sua viabilidade mercadológica. Nesta etapa do trabalho definimos o negócio a ser desenvolvido identificando o tamanho da demanda, o potencial de comercialização e os riscos de mercado perante a concorrência.

A oferta comparada à quantidade de público potencial resulta na demanda latente da área de influência, com previsão de performance e cenário de vendas.

Permite o mapeamento da oferta de produtos e serviços concorrentes e similares, lançamentos ou estoque.

Possibilita a quantificação da demanda que mora ou trabalha na área de influência, segundo o perfil do consumidor e seu poder de compra.

Identifica a configuração mais rentável para o produto, adequando as variáveis preço, tamanho, design e diferenciais, de acordo com a capacidade de absorção do mercado.

^ topo

Pesquisa

Encontre em nosso site o conteúdo que você busca.

Twitter

Enquete

Não existe nenhuma enquete publicada no momento.



Contato

contato@urbansystems.com.br trabalhe@urbansystems.com.br

Ou se preferir acesse o formulário

Localização

lat. 23º37'38'' long. 46º41'46'' Como chegar
Rua Joaquim Guarani, 271 | 04707-060
São Paulo - SP - Brasil | 55 11 3465-0265

Informação rápida e inteligente também nas Redes Sociais. SIGA-NOS!